A ministra das Finanças garantiu esta terça-feira na comissão de inquérito que nunca mentiu, que não havia nenhuma informação sobre 'swap' na pasta de transição e que não foi alertada pelo secretário de Estado Costa Pina para qualquer problema.

«Uso o direito que me assiste de fazer uma intervenção inicial para esclarecer, ponto por ponto, as acusações que me foram feitas e provar, também documentalmente, que não menti, como aliás não me cansei nem cansarei de repetir», disse Maria Luís Albuquerque, logo no início da sua intervenção na comissão de inquérito aos contratos 'swap' problemáticos de empresas públicas.

A ministra das Finanças disse ainda que «nada constava na pasta de transição» sobre 'swap' e que nunca foi «alertada pelo anterior secretário de Estado do Tesouro e das Finanças para qualquer problema ou risco com instrumentos 'swap'».

A governante disse ainda que a informação que obteve quando tomou posse como secretária de Estado do Tesouro, em junho de 2011, foi solicitada por si própria aos serviços do Ministério das Finanças e garantiu que essa informação era «insuficiente para agir de imediato».

A segunda audição de Maria Luís Albuquerque na comissão de inquérito aos 'swap', depois da realizada a 25 de junho, foi pedida com caráter de urgência pelos partidos da oposição (PS, PCP e BE) depois de alegadas contradições e omissões quanto ao que sabia sobre os 'swap' quando tomou posse como secretária de Estado do Tesouro.