O Fundo Monetário Internacional (FMI) concluiu esta quinta-feira a 11ª avaliação ao Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF) de Portugal e aprovou o desembolso correspondente, de cerca de 851 milhões de euros, informou hoje a instituição.

Em comunicado hoje enviado, o Fundo afirma que «a ação prévia para a conclusão desta avaliação foi cumprida», em referência à apresentação das medidas de austeridade a aplicar em 2015 para fazer baixar o défice para os 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) no próximo ano.

Além disso, o FMI também «aprovou o pedido de extensão do acordo [de assistência financeira] até 30 de junho de 2014», lê-se na nota, argumentando-se que «esta extensão é necessária para dar tempo suficiente para avaliar os critérios de desempenho do final de março, concluir a revisão final e permitir o desembolso final».

Com o pagamento desta tranche, o valor total do empréstimo já concedido pelo FMI a Portugal ascende a cerca de 25,68 mil milhões de euros, de um total de 26,58 mil milhões que o Fundo tinha acordado para o país. A parte financeira remanescente é garantida por Bruxelas.