A troika e o Governo estão a discutir a data de início da oitava avaliação, que estava marcada para a próxima segunda feira.

A Comissão europeia e o FMI confirmaram hoje que as negociações continuam mas a crise política - que começou na semana passada - deverá adiar o inicio desta avaliação.

Ainda não há qualquer confirmação em relação a datas.

Ainda assim, um dos cenários possíveis é começar uma semana depois do previsto, ou seja, no dia 22 de julho ou até mesmo ser substituída por uma nova visita intercalar, juntando-se à nona avaliação marcada para setembro.