A circulação do Metropolitano de Lisboa foi retomada esta terça-feira, pelas 06:30 horas, após uma greve na segunda-feira, que, segundo a federação de sindicatos, teve adesão total e encerrou as portas das estações desde as 23:15 de domingo.

Em consequência da paralisação decretada para segunda-feira, o Metropolitano de Lisboa encerrou as portas logo às 23:15 horas de domingo e a circulação manteve-se suspensa até às 06:30 horas, numa greve que os trabalhadores justificaram como sendo em defesa do serviço público da empresa.

Uma fonte do Metropolitano de Lisboa contactada na segunda-feira pela Lusa confirmou que as portas das estações estiveram fechadas, não tendo havido circulação de composições.

A paralisação de segunda-feira foi a oitava realizada pelos trabalhadores do metro em 2014, considerando greves totais e greves parciais.

A greve foi convocada por várias organizações sindicais, nomeadamente a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações.