Os trabalhadores do Metro de Lisboa marcaram uma greve para 10 de abril, sexta-feira, de 24 horas, informou esta quinta-feira a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (FECTRANS).

Num comunicado publicado na página da FECTRANS na internet, esta estrutura explica que entregou hoje um pré-aviso de greve de 24 horas para dia 10 de abril, uma sexta-feira, «em defesa da empresa pública, contra a privatização» do Metro de Lisboa.

A realizar-se, esta será a quarta greve no Metropolitano deste ano.

Os trabalhadores do Metro realizaram três greves parciais a 23 de fevereiro e a 16 e a 18 de março contra «a intenção da concessão, a defesa da empresa no setor público e um serviço de qualidade às populações».

O Governo aprovou a 26 de fevereiro a subconcessão do Metro e da Carris e na passada segunda-feira foi publicado em Diário da República o anúncio do concurso público internacional.

Os candidatos à subconcessão têm até 14 de maio para apresentar as propostas da empresa pública, contra a privatização.