Os trabalhadores da Carris vão fazer greve às horas extraordinárias entre os dias 21 de fevereiro e 31 de março, disse esta quarta-feira à agência Lusa o vice-presidente do Sindicato Nacional dos Motoristas.

«Vamos entregar hoje o pré-aviso de greve ao trabalho suplementar», disse Manuel Oliveira, citado pela Lusa.

Em causa está o «assalto feito aos trabalhadores» com os cortes salariais, o aumento dos transportes e a retirada de direitos consagrados no Acordo de Empresa, indicou o sindicalista.

O pré-aviso é entregue dois dias antes da realização de um plenário público dos trabalhadores e reformados da Carris e do Metro no Largo de Camões, seguido de uma caminhada até ao Ministério da Economia.

Também na sexta-feira está agendada uma reunião entre os sindicatos e a administração da Carris.