O concurso público internacional para a subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris deverá ser lançado esta semana e estar concluído até final de maio, de acordo com o Governo.

A expetativa é do secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Silva Monteiro, que na passada terça-feira assegurou aos jornalistas que o concurso será lançado na semana a seguir a 15 de março (domingo), data inicialmente prevista aquando da aprovação da medida em Conselho de Ministros.

«Pode ser na semana imediatamente a seguir [a 15 de março]. A semana começa a 16», precisou.

Sérgio Monteiro adiantou que a expetativa do ministério «é que o concurso decorra por um prazo entre os 50 e os 60 dias, aliás à semelhança do que aconteceu no Porto».

O secretário de Estado sublinhou esperar que «todos tenham uma atitude mais construtiva» em Lisboa do que houve em relação ao concurso para a subconcessão da STCP e da Metro do Porto, «no sentido de o processo ser mais célere».

O Governo aprovou no Conselho de Ministros de 26 de fevereiro a subconcessão das operações do Metro de Lisboa e da Carris.

«O mais tardar até 31 de julho de 2015 queremos que este processo esteja concluído», afirmou Sérgio Silva Monteiro no final do Conselho de Ministros, adiantando que o respetivo concurso público teria de ser lançado até 15 de março.

O Governo prevê uma poupança de 170 milhões de euros durante a vida dos contratos, que serão no máximo de «cerca de 10 anos», tendo em conta o que irá ser pago às novas entidades subconcessionárias e os valores que têm sido pagos atualmente, sublinhou ainda.

No Porto, com as novas subconcessões, essa poupança está já calculada em 153 milhões.

O secretário de Estado pretende também que em Lisboa «se mantenha a atual regularidade de serviço, com preços que só poderão variar tendo como limite a variação da taxa de inflação».