O fabricante de automóveis Toyota anunciou esta segunda-feira a suspensão da sua produção de veículos na Índia, devido à agitação nas fábricas do sudoeste do país.

O grupo japonês explicou em comunicado que tinha suspendido a produção nas suas duas fábricas de montagem na Índia, em resposta às ameaças contra a gestão e «deliberada» paragem das linhas de montagem, perante a impossibilidade de chegarem um acordo laboral.

A decisão vai afetar os 6.400 empregados das fábricas no sul da Índia.

Dirigentes da empresa e sindicais negociavam a assinatura de um novo contrato há dez meses, com o governo local a mediar as negociações.

Um porta-voz da empresa baseado em Tóquio disse que esperava que a retoma da produção acontecesse o mais breve possível, sem no entanto estimar uma data possível para a reabertura das fábricas.

Localizadas perto da cidade de Bangalore, as fábricas produzem cerca de 310,000 unidades por ano, informou a Toyota.