O BCP teve boa nota nos testes de stress conduzidos pelo Banco Central Europeu e vai anunciar esse desempenho publicamente. Foi por esta razão que a instituição liderada por Nuno Amado decidiu adiar para sexta-feira a apresentação dos resultados semestrais que estava prevista para esta quarta-feira, noticia o Negócios.

A divulgação da prestação do BCP no exercício realizado pelo Banco Central Europeu não estava prevista. No entanto, como a instituição liderada por Nuno Amado foi bem sucedida na avaliação pediu autorização para dar ao mercado indicações sobre os resultados do seu teste, diz o mesmo jornal.

No mínimo, o banco deverá anunciar que teve um bom desempenho, tanto no cenário base como no cenário adverso, e qual a folga de solidez que apresenta face ao requisito mínimo exigido pelo supervisor. Mas se houver luz verde de Frankfurt, o BCP poderá mesmo publicar os resultados detalhados do exercício, tal como a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla inglesa) vai fazer para os 51 maiores bancos europeus.

Há dois anos, o BCP foi o único banco português a chumbar na avaliação do BCE, o que aconteceu apenas no cenário adverso. Agora que teve boa nota, o banco não quer deixar de partilhar este resultado com o mercado.