A Toyota Motor anunciou que planeia introduzir um sistema de teletrabalho. A ideia é que 25 mil funcionários desempenhem grande parte das funções a partir de casa.

O líder mundial automóvel, fabricante japonês, está a negociar atualmente as condições do referido plano com os sindicatos.

O objetivo é colocar a nova estratégia em marcha no início de agosto, confirmou uma porta-voz da empresa à agência de notícias Efe.

O programa poder-se-á estender a quase um terço do pessoal que trabalha na empresa matriz, que conta com aproximadamente 72 mil pessoas na folha de pagamento.

O grupo Toyota anunciou no final de maio estar a chamar à revisão mais 1.600.000 veículos fabricados entre 2006 e 2011 nos Estados Unidos e equipados com ‘airbags’ da empresa Takata, que possuem defeito.