Os lucros da Sonaecom aumentaram cerca de 24% para 34,6 milhões de euros em 2015, face ao período homólogo, divulgou esta sexta-feira a empresa.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Sonaecom refere que atingiu em 2015 mais 6,7 milhões de lucros do que em 2014, "impactados positivamente pela área de telecomunicações".

O volume de negócios subiu 5,9%, para 129,5 milhões de euros, graças ao aumento de 7% das receitas de serviços e de 3,6% das vendas.

O EBITDA (lucros brutos) atingiu os 21,5 milhões de euros, menos 40,7% do que no exercício anterior, uma redução que a empresa justifica com a alienação de operações efetuadas no final de 2014 e a reestruturação da área de media.

Os custos operacionais chegaram aos 128,2 milhões de euros, mais 9,1% que em 2014, com os custos de pessoal a aumentarem 15,4% devido à integração da S21sec.

Quanto aos resultados financeiros, situaram-se nos 24,8 milhões de euros, "positivamente influenciados pela valorização detida diretamente na NOS", que divulgou a 01 de março um aumento dos lucros de 10,7% em 2015, em termos homólogos, para 82,7 milhões de euros.

O CAPEX (investimento) operacional da Sonaecom aumentou 6,9 milhões face ao ano anterior, para 8,6 milhões de euros, traduzindo-se em 6,6% do volume de negócios.

Face ao desempenho da empresa, o conselho de administração vai propor aos acionistas um aumento do dividendo a distribuir para 5,8 cêntimos por ação.

A empresa sublinha ainda que o volume de negócios da área tecnológica continuou a beneficiar da expansão internacional das empresas e cresceu 8,1% entre 2014 e 2015, atingindo os 114,8 milhões de euros.

As Receitas de Serviço subiram 8,4%, para 83,8 milhões de euros, assim como as vendas de equipamento que aumentaram 7,2%, totalizando 31 milhões de euros.

"A área tecnológica da Sonaecom tem vindo a prosseguir uma política ativa de gestão do seu portfólio, com o objetivo de fortalecer a sua posição como uma empresa tecnológica de referência e com escala internacional, em áreas selecionadas, através quer do crescimento orgânico quer através de aquisições", lê-se no comunicado.

Durante o ano passado, a Sonaecom analisou na área tecnológica cerca de 1.200 potenciais alvos de aquisição, dos quais avaliou 250, mantendo no final do exercício 32 processos ativos e perspetivando uma evolução positiva na área de aquisições em 2016.

A área de tecnologia da Sonaecom integra neste momento quatro empresas, a WeDo, a S21sec, a Saphety e a Bizdirect, gerando cerca de 54% das suas receitas nos mercados internacionais e tendo 44% dos seus 888 colaboradores no exterior.