A Nokia teve uma perda líquida de 1.088 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, uma queda de 23% em relação aos números registados em igual período de 2016, adiantou hoje a empresa.

O lucro bruto da empresa finlandesa de telecomunicações Nokia entre janeiro e setembro foi de 6.546 milhões de euros, um aumento de 12% em relação ao mesmo período do ano anterior, o que permitiu reduzir a perda operacional em 72% para 403 milhões de euros.

Os resultados financeiros do grupo foram ponderados por itens extraordinários relacionados com a aquisição da rival Alcatel-Lucent e os custos de reestruturação decorrentes da fusão.

Já este mês a empresa tinha anunciado que vai reduzir cerca de um terço da sua força de trabalho na unidade Nokia Technologies. A falta de sucesso no mercado de realidade virtual dita a decisão.