O Banco BIC fez um aumento de capital de pouco mais de 70 milhões de euros, subscrito pelos atuais acionistas, entre os quais se encontra Isabel dos Santos. A operação deve-se à inspeção que foi feita pelo Banco de Portugal, noticia o Negócios.

Em 2015, o regulador bancário promoveu duas inspeções autónomas ao BIC, analisando tanto os mecanismos de prevenção do branqueamento de capitais como o sistema de governo do banco. Na sua sequência, e de forma a cumprir exigências regulatórias, o BIC, ainda sob a liderança de Mira Amaral, fez o reforço de exatamente 70.013.800 euros, conforme consta de uma publicação de 5 de Agosto no portal de Justiça. No âmbito da nova supervisão europeia, aos modelos de negócio e de governo mais arriscados corresponde a imposição de mais capital já que, no âmbito do chamado SREP, há uma avaliação individual a cada banco.

Nem o BIC, agora comandado por Fernando Teixeira dos Santos, nem o regulador fizeram comentários mas, ao que o Negócios apurou, os acionistas acompanharam a operação. Neste momento, a instituição financeira tem dois grandes acionistas, com Isabel dos Santos, com 42,5%, e Fernando Teles com 37,5% cada, sendo que há três investidores com 5% do capital (Luís Cortez dos Santos, Manuel Fernandes e Sebastião Lavrador). Os restantes 5% estão distribuídos por pequenos acionistas, com o banco a ter uma estrutura idêntica ao do BIC Angola.