A associação dos juízes já reagiu à polémica em torno do relatório enviado pela representação da Comissão Europeia em Portugal para Bruxelas, onde se diz que o Tribunal Constitucional (TC) é «ativista», «politicamente comprometido» e «uma força de bloqueio». Em comunicado, os juízes pedem que se deixe trabalhar o TC sem interferências.

A Associação Nacional de Juízes pede respeito pelo TC, e lamenta tudo o que tem sido dito sobre o mesmo.

A representação da Comissão Europeia em Portugal veio entretanto dizer que as opiniões escritas no relatório são de analistas e responsáveis políticos e dos media.