Mês e meio depois do resultado do referendo britânico favorável ao Brexit, o Banco de Inglaterra decidiu esta quinta-feira descer a taxa de juro diretora de 0,5% para 0,25%. É o valor mais baixo de sempre.

A redução da taxa diretora coincide com o que esperavam os analistas citados pela agência Efe que esperavam que o Banco de Inglaterra descesse os juros naquela ordem de grandeza para responder à vitória do Brexit no referendo de 23 de junho. Em julho, decidiu manter a taxa para surpresa dos analistas, mas agora as expectativas estiveram em sintonia.

Nesse mês, admitiu que os riscos do Brexit começavam a materializar-se. Antes, no próprio dia em que foram divulgados os resultados da consulta popular, o Banco de Inglaterra tinha prometido tomar “todas as medidas necessárias” para garantir a estabilidade.

A taxa de juro está agora, assim, no nível mais baixo da história de 322 anos do banco central do Reino Unido é a primeira desde março de 2009, quando a instituição a baixou para o valor atual de 0,50%.

Foi nessa altura que lançou o programa de compra de dívida (Quantitative Easing, QE) para estimular a concessão de crédito durante a crise financeira global.