O ministro do Emprego e da Solidariedade e Segurança Social, Pedro Mota Soares, pediu esta quarta-feira alguma prudência na leitura da queda do desemprego, no segundo trimestre deste ano.

O governante comentava os dados publicados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), segundo os quais a taxa de desemprego baixou para 16,4%, uma queda de 1,3 pontos face à taxa do primeiro trimestre. Foi a primeira descida em dois anos.

Para Mota Soares, que falava aos jornalistas no Algarve, chamou a atenção para os empregos de verão, que costumam fazer baixar o desemprego nos meses mais quentes.

Mas Mota Soares diz também que são números que dão esperança ao Governo para uma redução sustentada do desemprego.