A Comissão de Trabalhadores do INE diz que está a ser feito um “aproveitamento político” dos dados sobre desemprego e alerta para “situações de interpretação abusiva” da informação devido ao aproximar de eleições.

“A Comissão de Trabalhadores do Instituto Nacional de Estatística [INE] expressa o seu repúdio pelo aproveitamento político que tem sido feito da informação produzida pelo INE, pondo em causa a credibilidade e independência da instituição e dos seus trabalhadores”, lê-se no comunicado enviado às redações, a propósito da polémica em torno dos dados do desemprego e das reações tanto da parte do Governo como dos partidos políticos.

A semana passada, o INE divulgou que a  taxa de desemprego foi de 12,4% em junho e reviu significativamente para baixo - em 0,8 pontos percentuais - a taxa estimada para maio. Os valores de maio estão a provocar mal-estar entre o Governo e o INE, e chegaram ao debate político, depois de a primeira estimativa do desemprego de maio ter apontado para um aumento do desemprego, ao passar para 13,2%, tendo afinal sido revisto esse valor para 12,4%, o mesmo que foi apurado para o mês de junho.