A taxa de desemprego em Portugal subiu para 12,4% em agosto, de 12,3% em julho, representando um aumento de 4.800 pessoas desempregadas, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta terça-feira.

O INE referiu ainda que a estimativa definitiva da taxa de desemprego de julho foi de 12,3%, inalterada face à do mês anterior.

"Este comportamento ocorre após os decréscimos consecutivos observados desde Fevereiro de 2015", frisou o INE.


A taxa de desemprego dos jovens fixou-se em 31,8%, mais 0,6 pontos percentuais que no mês anterior.

Adianta o comunicado que, a estimativa provisória da população desempregada para agosto de 2015 é de 633,0 mil pessoas, o que representa um acréscimo de 0,8% face ao valor definitivo obtido para julho de 2015 (mais 4,8 mil pessoas).

Agora, a estimativa provisória da população empregada é de 4 462,2 mil pessoas, menos 0,8% do que no mês anterior (menos 34,2 mil pessoas).

Nestas estimativas foi considerada a população dos 15 aos 74 anos e os valores foram previamente ajustados de sazonalidade.

Segundo o cenário inscrito no Orçamento de Estado (OE) para 2015, a taxa de desemprego deverá fixar-se em 13,4% este ano.

Portugal superou uma cavada recessão em 2014, ano em que terminou um doloroso resgate internacional, com a economia a expandir 0,9%.

Para 2015, o Executivo prevê um crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,6%.