Confiscados pelo tribunal em 2013, no âmbito do processo de falência da companhia aérea Jade Cargo Internacional, dois aviões Boeing 747-400 foram agora vendidos através de uma plataforma de comércio eletrónico, a Taobao.

Foi a maior companhia aérea privada da China, a SF Express, que os comprou. O negócio rendeu 322,8 milhões de yuan, cerca de 41,5 milhões de euros.

De acordo com o jornal de Hong Kong South China Morning Post, a venda foi concluída depois de o vendedor, um tribunal de Shenzhen, ter organizado sem sucesso seis leilões.

Os Boeing foram então colocados à venda na Taobao, a maior plataforma de comércio eletrónico da China.

O país asiático é, de resto, responsável por cerca de metade do conjunto mundial de vendas pela Internet.

No ano passado, o comércio online naquele país cresceu 26,2% para 752 mil milhões de dólares, quando comparado com 2016. Para se ter uma ideia, é um valor equivalente a quase quatro vezes o Produto Interno Bruto português.