A lista G, composta por elementos das estruturas sindicais da CGTP, venceu as eleições de terça-feira ao conselho geral e de Supervisão da ADSE, conseguindo eleger três membros, segundo os resultados provisórios publicados no ‘site’ do instituto público.

Também a Lista E conseguiu eleger o ex-secretário-geral da UGT João Proença como membro do conselho geral e de Supervisão da ADSE.

As eleições de terça-feira tiveram como objetivo eleger os quatro membros representantes dos beneficiários titulares para o conselho geral e de supervisão da ADSE, órgão consultivo que terá uma palavra a dizer sobre várias matérias relacionadas com o instituto público.

Dos cerca de 830 mil beneficiários titulares votaram 18.421, sendo 18.067 votos válidos, depois de apurados 187 votos nulos e 167 votos em branco.

A Lista G, obteve 8.315 votos e elegeu Francisco Braz, António José Coelho Nabarrete e Manuel Ramos, antigos dirigentes dos sindicatos da Frente Comum da Administração Pública, estrutura da CGTP.

Já a Lista E, encabeçada por João Proença, obteve 3.136 votos.

Na corrida ao conselho geral e de Supervisão da ADSE estavam sete listas.

Além dos quatro representantes dos beneficiários, o órgão consultivo da ADSE é composto por elementos do Governo, dirigentes dos sindicatos da administração pública, membros das associações dos reformados do Estado, entre outros.