O Governo espanhol confirmou que os funcionários públicos receberão, como normalmente, os subsídios de férias e de Natal de 2014 e que em 2015 lhes será devolvido o subsídio de Natal retirado em 2012.

A garantia foi dada pelo secretário de Estado de Administrações Públicas, Antonio Beteta, que explicou que o Estado garantirá os pagamentos mesmo em casos de alguma região autónoma que não o possa fazer devido à sua situação financeira.

Beteta explicou que o Governo está a trabalhar para poder devolver aos funcionários públicos alguns dos dias de livre disposição (conhecidos como ¿moscosos¿ em Espanha) que lhes retirou nos últimos anos.

«Há um compromisso real de que aquele subsídio [de Natal] que teve que ser retirado aos funcionários públicos será devolvido quando as circunstâncias económicas melhorarem e isso deverá fazer-se provavelmente no horizonte de 2015», declarou.

Beteta disse ainda que a data escolhida «é coerente» com a recuperação económica.