O presidente executivo do Novo Banco reúne-se quinta-feira com os dirigentes dos principais sindicatos do setor financeiro, que esperam conhecer os impactos nos trabalhadores do plano de reestruturação que está a ser preparado.

Segundo disse à Lusa um dirigente do Sindicato dos Bancários Sul e Ilhas, a reunião está marcada para 10 de dezembro pelas 09:00 (hora de Lisboa), e estarão presentes os presidentes dos principais sindicatos do setor financeiro.

Paulo Alexandre afirmou que esperam que Stock da Cunha dê informação sobre o plano de reestruturação que a sua administração está a preparar e o modo como a reorganização do Novo Banco irá afetar os cerca de 7.000 trabalhadores do banco.

Depois de em setembro ter sido suspensa a venda do Novo Banco, o Banco de Portugal encarregou a administração da instituição financeira de delinear um plano de reestruturação que, apesar de ainda não ser conhecido, os sindicatos temem que implique o encerramento de balcões e a redução substancial de trabalhadores, pelo que pediram logo reuniões para obterem informação.

O ex-secretário de Estado dos Transportes e que foi contratado pelo Banco de Portugal para vender o Novo Banco, Sérgio Monteiro, disse, no início de dezembro, que o processo de alienação do Novo Banco será formalmente relançado assim que seja aprovado o plano de reestruturação.