A Standard & Poor s (S&P) considera possível que o défice orçamental em Portugal se situe em 2014 no equivalente aos 4% do produto interno bruto (PIB), disse uma sua responsável em entrevista à SIC.

Eileen Zhang, responsável da Standard & Poors pelo rating de Portugal, na resposta por escrito que deu às perguntas que a SIC lhe colocou, relativizou porém aquela possibilidade, dada a existência de «vários riscos», contrapondo a previsão da agência, que aponta para os 4,5% do PIB, acima do acordado com a troika.

Nas suas respostas, apresentadas pelo jornalista Luís Manso e disponibilizadas terça-feira no sítio da televisão na internet, Eileen Zhang, questionada sobre a eventualidade de um segundo resgate, disse «acreditar que Portugal vá precisar de mais ajuda financeira da União Europeia», mas que «poderá não se tratar de outro programa completo».