A SAG – Soluções Automóvel Globais anunciou esta sexta-feira um prejuízo consolidado de 16 milhões de euros no exercício de 2015, mais 48% do que o registado no ano anterior, em bases comparáveis.

A consolidação de operações descontinuadas neste resultado, designadamente a alienação da posição na Unidas brasileira, porém, agravou-o e elevou-o para 75 milhões de euros, mais 1.019% do que em 2014, muito por força da desvalorização do real face ao dólar.

Em comunicado divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários na Internet, a empresa adiantou que o volume de negócios aumentou 28%, para 621 milhões de euros.

O grupo salientou ainda, em relação a 2015, a conclusão do processo de recapitalização, que permitiu a passagem do capital próprio de 32 milhões de euros negativos para 22 milhões positivos, após a redução da dívida em 174 milhões e o reforço dos capitais próprios em 81 milhões.