A máquina fiscal está a cobrar impostos como nunca antes, em Portugal. A expetativa do Governo é poder devolver 35,3% da sobretaxa deste ano aos portugueses.

Os dados da Direção Geral do Orçamento mostram que, só em agosto, entraram nos cofres do fisco 4.200 milhões de euros, um valor nunca antes registado neste mês.

Desde que o ano começou, as Finanças já conseguiram cobrar 25 mil milhões de euros, mais 5,5% que no ano passado.

As receitas de IVA e IRS, que contam para efeitos de crédito fiscal, estão a crescer 4,7%. Se a tendência se mantiver até ao final do ano, o Ministério das Finanças vai devolver mais de um terço da sobretaxa cobrada este ano.

Isto significa que, na prática, a sobretaxa efetiva seria não de 3,5%, mas de 2,3%.


Défice do Estado melhora em 703 milhões em agosto


O défice do Estado melhorou em agosto, com o saldo orçamental das administrações públicas a registar uma melhoria de 703 milhões de euros e cifrando o défice em 3.957 milhões de euros. O excedente primário cifrou-se em 1.334,4 milhões.

A melhoria nas contas acontece essencialmente por duas razões: o aumento das receitas na Segurança Social e t ambém na receita fiscal.