A adesão à greve dos tripulantes de cabine da Portugália, que começou às 00:00, é «quase total», disse à agência Lusa Ivo Fialho, do Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil.

«A adesão à greve está a ser total, ou seja, tirando os voos de serviço mínimo, que têm de ser obrigatoriamente feitos, e os voos de regresso a Portugal. Nos outros todos que estavam previstos, os tripulantes vão fazer greve», disse à Lusa Ivo Fialho.

Os tripulantes de cabine da PGA cumprem esta sexta-feira o primeiro de dois dias de greve, que deverá ter impactos reduzidos, já que a maioria dos passageiros foi contactada e transferida para outros voos.

Em declarações à Lusa, o diretor do SNPVAC adiantou que a PGA optou por cancelar, com antecedência, a maior parte dos voos.

«De 38 voos previsto para hoje, a PGA já só tem planeados dez», adiantou Ivo Fialho.

Na origem do protesto está, segundo o sindicato, o «desgaste do ambiente laboral causado por uma gestão operacional caracterizada por permanentes violações às regras laborais estabelecidas no clausulado do Acordo de Empresa PGA/SNPVAC vigente, desrespeitando os mais elementares princípios da negociação coletiva e revelando um total desrespeito pelos direitos dos tripulantes de cabine».

O diretor do sindicato disse à Lusa que os problemas com a administração da empresa vêm de 2007/08.

«Estes problemas poderiam ser resolvidos facilmente se a empresa tivesse feito um esforço mínimo para os tentar resolver. A PGA preferiu cancelar voos, prejudicar passageiros, ao invés de negociar com o sindicato e apresentar alternativas para resolver o problema», disse.

Uma fonte oficial do grupo TAP, que integra a PGA, adiantou na quinta-feira que os efeitos desta greve serão reduzidos, uma vez que os passageiros com viagem marcada para hoje e domingo, quando se cumpre o segundo dia de greve, foram contactados e os voos alterados.

«A TAP tomou medidas de proteção dos passageiros, transferindo-os para outros voos», adiantou a mesma fonte da empresa.

Os serviços mínimos incluem quatro voos:Bilbau/Lisboa/Bilbau, Lisboa/Nice/Lisboa, Lisboa/Toulouse/Lisboa e Lisboa/Valência/ Lisboa, adiantou Ivo Fialho.