O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga esta segunda-feira a atualização dos resultados trimestrais da taxa de evolução do PIB desde 1995 até ao segundo trimestre de 2014, segundo os parâmetros estatísticos do novo Sistema Europeu de Contas (SEC2010).

O INE indicou já que, com as alterações introduzidas pelo SEC2010, o Produto Interno Bruto (PIB) de 2011, o ano base, é reavaliado em mais 5.080 milhões de euros, ou seja, mais 2,9% do que o apurado no anterior ano base, 2006. Assim, o PIB desse ano passa a ser 176,2 mil milhões de euros. O instituto deu conta também de que o aumento médio do PIB entre 1995 e 2011 foi de 2,2%.

Esta revisão metodológica tem impacto também na taxa de variação do PIB nesse ano. Se o anterior Sistema Europeu de Contas em vigor (SEC1995) dava conta de uma contração na economia de 1,3% em 2011, o SEC2011 agrava a taxa de variação do PIB em 0,5 pontos percentuais, fixando-a em 1,8%.

Os novos parâmetros são aplicados a anos anteriores a 2011, até 1995, e têm de ser incorporados na divulgação dos novos dados até ao final de setembro por todos os países da Europa. Assim, estra segunda-feira o INE divulga a atualização dos resultados trimestrais da taxa de evolução do PIB desde 1995 até aos mais recentemente apresentados, referentes ao segundo trimestre deste ano.

Ainda em SEC1995, a economia portuguesa cresceu 0,6% no segundo trimestre face ao primeiro deste ano e 0,8% face ao segundo trimestre do ano passado. Com a atualização dos dados que o INE apresenta hoje será possível conhecer o impacto dessa alteração metodológica no PIB deste ano.