Os pilotos da companhia aérea de baixo custo easyJet na base de Lisboa cancelaram a greve prevista para sexta-feira, disse hoje à Lusa fonte oficial do Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC).

"O primeiro dia de greve foi cancelado porque os pilotos foram chamados para negociar com a administração", afirmou a fonte oficial do SPAC, salientando que, para já, os restantes quatro dias de greve (24, 26, 31 de dezembro e 01 de janeiro) se mantêm.

A 29 de novembro, os pilotos da easyJet na base de Lisboa entregaram um pré-aviso de greve para os dias 13, 24, 26, 31 de dezembro e 01 de janeiro.

Na altura, o SPAC acusou a easyJet de não estar a cumprir os ¿acordos assumidos¿, de estar a criar ¿restrições e expedientes dilatórios que têm tornado impossível a celebração de um Acordo de Empresa¿ e de não estar a respeitar o ¿compromisso de transferência de alguns pilotos para o seu país de origem¿.

A estrutura sindical disse ainda que a easyJet assinou, a 20 de agosto, um acordo com os seus pilotos na base de Lisboa, mas não está a honrá-lo, ¿não deixando outra alternativa para fazer cumprir o acordado, senão o recurso à greve¿.

A easyJet tem 43 pilotos na base de Lisboa.