O Sindicato das Indústrias de Alimentação e Bebidas pediu esta sexta-feira uma reunião ao ministro da Economia para lhe pedir que trave o encerramento da Unicer de Santarém, que recebeu 7 milhões de euros de apoio do último quadro comunitário.

"Vamos questionar o ministro da Economia sobre os apoios comunitários que a empresa recebeu e pedir-lhe que intervenha para travar a situação", disse à agência Lusa Rui Matias, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias de Bebidas e Tabacos de Portugal (Sintab).

A Unicer anunciou que vai proceder ao ajustamento da sua estrutura, devido à retração de alguns mercados, sobretudo o angolano, o que implica o encerramento da unidade de produção de refrigerantes em Santarém, e levará à dispensa dos seus 70 trabalhadores.

O ministro da Economia, Pires de Lima, admitiu esta quinta-feira estar preocupado com o encerramento da fábrica, mas lembrou que a empresa fez investimentos relevantes recentemente.