O setor industrial na zona euro acelerou em outubro para o valor mais alto desde fevereiro de 2011, com as empresas a receberem mais encomendas e o emprego a crescer, segundo o índice PMI publicado pela consultora Markit.

O índice que mede a saúde da indústria subiu para 58,5 pontos em outubro, o valor mais alto em seis anos, com o “forte” crescimento das novas encomendas a disparar ao ritmo mais alto desde janeiro deste ano, motivado pela procura dos países europeus.

Esta subida, liderada pela Alemanha, Holanda e Áustria, traduziu-se numa subida da produção, o que ajudou as empresas a aumentarem os seus stocks de produtos finais, refere a Markit.

A consultora destaca também que este aumento da produção animou as empresas a contratar pessoal adicional, fazendo o emprego no setor subir intensamente.

Face a esta melhoria, registou-se uma escassez de matérias-primas, o que fez elevar os seus custos.

O otimismo empresarial manteve-se igualmente positivo.