Segurança Social pede justificação «ridícula»