A associação Salvem o Pelicano, que representa clientes, mutualistas, obrigacionistas e investidores do Montepio Geral, entregou uma carta no Banco de Portugal, na qual denuncia irregularidades na assembleia geral de 5 de agosto, que elegeu a nova administração da Caixa Económica Montepio Geral  liderada por José Félix Morgado.

Segundo o Diário Económico, no documento entregue ao BdP a associação defende que a assembleia geral que elegeu os novos órgãos sociais está “ferida de invalidade e, em consequência, os membros dos órgãos sujeitos a votação não estão eleitos”.

Os argumentos estendem-se a alegados erros formais que tornam inválida a assembleia, a começar pela antecedência com que foi marcada.