Terminou sem acordo a reunião da Concertação Social, que tinha como ponto único na agenda a discussão sobre o aumento do salário mínimo nacional. Mas ficou já agendada uma nova reunião entre os parceiros sociais, a acontecer na próxima segunda-feira, às 17:30.

Recorde-se que a proposta do Executivo é que esta remuneração passe dos atuais 505 euros para os 530 euros em 2016. Para chegar aos 600 euros em 2019, o Governo propõe o SMN passe para os 557 euros em 2017 e para os 580 em 2018. 

O SMN esteve congelado nos 485 euros entre 2011 e outubro de 2014, quando aumentou para os 505 euros, na sequência de um acordo estabelecido entre o governo, as confederações patronais e a UGT. 

O acordo tripartido para o aumento do SMN vigora até dia 31 deste mês.