A reunião de concertação social que estava prevista para terça-feira à tarde foi adiada para segunda-feira, dia 6 de outubro, e destina-se a concluir a negociação do salário mínimo e política de rendimentos.

«A solicitação do Senhor Chefe do Gabinete do Senhor Ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, convoca-se V. Exa. para uma reunião plenária da Comissão Permanente de Concertação Social para dia 6 de outubro de 2014, pelas 10:30», diz a convocatória enviada aos parceiros sociais e que a Lusa cita.

A reunião que estava prevista para terça-feira fazia parte de uma calendarização definida há algum tempo atrás mas não chegou a ser formalmente marcada.

Assim, os parceiros sociais receberam hoje a convocatória para o encontro da próxima semana com a respetiva ordem de trabalhos, de que fazem parte a apresentação do «Portugal 2020» e a «conclusão dos trabalhos da mesa negocial sobre Remuneração Mínima Mensal Garantida e Política de Rendimentos».

Na quarta-feira o governo, as confederações patronais e a UGT formalizaram um acordo para aumentar o Salário mínimo para os 505 euros a partir de 1 de outubro.