A TAP lançou um programa para atrair clientes norte-americanos. Mas não só, também brasileiros, russos e escandinavos.

A campanha chama-se "Stopover” e é um convite aos passageiros em trânsito a fazerem uma escala de mais de um dia em Portugal.

Para promover a ideia a transportadora aérea pensou em tudo, ou quase tudo. Desde vídeos promocionais de Portugal para incentivar a descoberta do país, sobretudo junto do mercado norte-americano, com enfoque nas cidades de Lisboa e Porto. A vídeos explicativos do funcionamento do programa “Stopover” - da reserva da viagem à utilização da app - que permite aos passageiros ter um guia de viagem no telemóvel, mas também partilhar diretamente nas redes sociais as experiências durante as estadias. Bem como imagens da própria campanha de publicidade do “Stopover”.

O “Stopover” faz parte de uma estratégia maior que visa trazer mais clientes dos Estados Unidos para Portugal. É neste sentido que, no total, serão abertas nove rotas - Boston e New York JFK diário foram inauguradas em junho - para trazer a Portugal um milhão de novos visitantes daquele país.

David Neelman, acionista da TAP, considera mesmo que a companhia não fez um trabalho "sério" naquele mercado nos últimos anos, devido à fraca aposta ao nível de rotas e voos, algo que quer inverter com a nova estratégia.

Portugal tem uma boa imagem nos EUA, mas ninguém conhece o país [presencialmente]. Há 27 milhões de turistas americanos que visitam a Europa, mas são muito poucos os que cá veem", disse David Neelman em declarações à agência Lusa.

A empresa liderada por Fernando Pinto diz que a JetBlue e a Azul também vão entrar neste programa que pretende também conseguir meio milhão de novos visitantes para Lisboa e Porto em três anos.

Novo recorde de turistas

O ritmo de crescimento do setor do turismo em Portugal, durante o primeiro semestre, indica que deverá ser batido novamente o recorde de visitantes estrangeiros neste ano, realçou o Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esta terça-feira.

Temos muito ainda para fazer no turismo, um setor em que as coisas estão a correr bem, que está a ter um crescimento muito bom este ano - como já teve em anos anteriores - e vai ter um novo recorde de turistas", disse o Ministro em declarações à Lusa, durante a cerimónia de apresentação do "Stopover".

O Ministro da Economia realçou o esforço que está a ser feito ao nível da formação profissional, nomeadamente o investimento nas escolas do Turismo de Portugal e na prestação de um serviço de qualidade aos turistas:

O turismo tem estado a crescer mas, ao crescer, isso cria uma responsabilidade e significa que temos que fazer não só mais, mas melhor", disse o Ministro e acrescentou que "se vão chegar mais turistas, temos que lhes garantir também um melhor serviço.”

De acordo com a TAP, em 2017 são esperados 150 mil visitantes ao abrigo do programa “Stopover”, número que se prevê que dobre para 300 mil em 2018, possibilitando uma injeção de 150 milhões de euros na economia portuguesa só em termos de consumo.