Apesar de o encontro entre o primeiro-ministro e o Presidente da República não estar agendado, esta terça-feira reuniram de emergência durante 20 minutos, com a aprovação do Orçamento do Estado para 2014 em cima da mesa, revela o Correio da Manhã.

O OE 2014 foi aprovado esta terça-feira debaixo de fortes protestos marcados pela CGTP, que chegou a invadir quatro ministérios para forçar a marcação de reuniões com os governantes.

Passos Coelho parte esta quarta-feira para Londres, onde vai ser orador de uma palestra, mas já não vai à cimeira da Parceria Oriental que estava marcada para a Lituânia. A substitui-lo estará o secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Bruno Maçães.