O Banco Santander Totta registou um resultado líquido de 42,1 milhões de euros entre janeiro e março, quadruplicando o lucro em termos homólogos, anunciou esta terça-feira a entidade liderada por Vieira Monteiro.

«O incremento do resultado líquido foi alicerçado na subida de 9,3% da margem financeira, na redução dos custos operacionais em 3% e na descida do incumprimento e respetiva necessidade de provisões adicionais», salientou o banqueiro em conferência de imprensa em Lisboa.

No primeiro trimestre, a margem financeira cresceu para 129,2 milhões de euros, enquanto as comissões líquidas baixaram 17,7% para 69,5 milhões de euros, um movimento explicado pelo administrador financeiro do banco, Manuel Preto, com as mudanças regulatórias.

Já os custos operacionais recuaram 3% para 117,1 milhões de euros, com os custos com pessoal a regredirem 3,6% para 68,2 milhões de euros.

Quanto às imparidades e provisões, houve uma queda de quase 54% para 32,6 milhões de euros.

O rácio 'core tier 1', de acordo com as novas regras europeias, fixou-se em 14,5%, muito acima do valor mínimo de referência de 7% para o período transitório.

Levando em conta a implementação total das regras de Basileia III, o rácio 'core tier 1' é de 11%.