A Redes Energéticas Nacionais (REN) teve um resultado líquido de 6,1 milhões de euros entre janeiro e março, uma queda de 70% face a igual período do ano passado, informou hoje a companhia.

"Esta evolução foi influenciada pela mais-valia obtida em 2015 na venda da participação da REN na Enagás (16,1 milhões de euros) e penalizada pela manutenção do pagamento da contribuição extraordinária do setor energético aprovada aquando do Orçamento de Estado de 2016 (25,9 milhões de euros)", realçou a REN no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Já em termos recorrentes, o lucro da empresa subiu 5,6% para 32 milhões de euros no primeiro trimestre, "fruto da melhoria da 'performance' financeira do grupo (4,3%), suportada pela diminuição do custo médio da dívida", lê-se no documento.

As ações da REN fecharam a sessão desta sexta-feira a subir 0,85% para 2,62 euros.