Os CTT tiveram lucros de 39,2 milhões de euros no primeiro semestre do ano, um aumento de 8,6% comparado com o período homólogo.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, a empresa divulgou os resultados referentes aos primeiros seis meses do ano, registando um aumento de 3,8% dos rendimentos operacionais totais recorrentes, para 367,1 milhões.

Os rendimentos de correio cresceram 3,9%, enquanto Expresso e Encomendas registaram um crescimento de tráfego de 3,0%. Os serviços conseguiram um forte crescimento dos rendimentos de 18,2%.

Os gastos operacionais aumentaram 1,5%, totalizando 291,5 milhões. O número de trabalhadores também aumentou, 1,3%.

A empresa informa ainda que já entregou ao Banco de Portugal o pedido de Registo Especial para o Banco Postal.

"De entre os elementos remetidos, destacam-se o Contrato de Sociedade do Banco Postal, os dossiers de autorização dos membros dos órgãos de administração e fiscalização, o modelo de governo e estrutura organizativa, os regulamentos do Conselho de Administração, da Comissão de Auditoria e da Comissão de Remunerações".

Os CTT estão a ponderar a abertura faseada do Banco Postal para "assegurar o funcionamento eficaz de todos os processos e sistemas".