A Caixa Geral de Depósitos (CGD) registou um resultado líquido de 55,5 milhões de euros entre janeiro e setembro, que compara com o prejuízo de 283,5 milhões de euros em igual período de 2013, revelou hoje o banco.

É o terceiro trimestre consecutivo de lucros da entidade liderada por José de Matos, sendo que o resultado nos primeiros nove meses do ano poderia ter sido superior, caso não tivesse ocorrido a crise no Grupo Espírito Santo (GES) que obrigou o banco público a constituir provisões e imparidades elevadas para cobrir parte da sua exposição às empresas do GES.

A alienação de 80% do capital das seguradoras Fidelidade, Multicare e Care, em maio, originou uma mais-valia de 234,9 milhões de euros (antes de impostos) e contribuiu para a evolução positiva dos resultados da CGD.