O resultado líquido do BCP atingiu 264,5 milhões de euros entre janeiro e setembro, um valor que compara com o prejuízo de 109,5 milhões de euros apurado no período homólogo de 2014, revelou esta segunda-feira o banco.

"Continuámos uma recuperação sustentada do resultado ‘core', isto é, sem extraordinários, sendo de salientar o contributo positivo da atividade em Portugal, algo que já não acontecia há vários anos", salientou o presidente do BCP, Nuno Amado, durante a conferência de imprensa de apresentação das contas do banco nos primeiros nove meses do ano.

O banco também revelou que reduziu o seu quadro de pessoal em 711 funcionários e encerrou 42 agências entre setembro de 2014 e setembro último.

Assim, no final dos primeiros nove meses do ano, o BCP contava com um total de 7.555 trabalhadores e 679 agências, contra os 8.266 colaboradores e 721 balcões que detinha um ano antes.