O lucro da PT SGPS caiu 243 milhões de euros, de 305 milhões de janeiro a setembro de 2013, para 62 milhões até ao mesmo mês deste ano.

O resultado líquido dos nove primeiros meses da empresa não é diretamente comparável com os dados do período homólogo, salienta a empresa, num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A diminuição do resultado líquido reflete «essencialmente uma perda de 338 milhões de euros referente à redução no valor de mercado do investimento na Oi desde maio de 2014» e ao «ganho de 310 milhões de euros apurado na alienação da CTM 2013».

Recorde-se que a PT SGPS está a ser alvo de uma oferta pública de aquisição pela Terra Peregrin, da empresária angolana Isabel dos Santos.

Nas suas condições, Isabel dos Santos mantém uma que depende da Oi e que diz respeito aos acionistas portugueses da PT SGPS. 

 «Levantámos todas as condições que estavam nas mãos da Oi e que diziam respeito aos nossos direitos, apenas se mantendo uma condição dependente da Oi e que valoriza as posições e os direitos dos atuais acionistas da PT SGPS. Esperamos que a Oi não se oponha a essa condição, mas se a Oi o vier a fazer, anunciamos desde já a nossa disponibilidade para prescindir dela», disse o porta-voz da empresária angolana.
 
«O nosso objetivo é que a OPA chegue ao mercado no mais curto prazo de tempo possível porque acreditamos que ela valoriza os acionistas da Oi e da PT Portugal, nomeadamente através de um encaixe financeiro direto e imediato, e porque é a única proposta conhecida que mantém a integralidade e as competências de marketing, engenharia, inovação e desenvolvimento do grupo Portugal Telecom».