A troika regressa a Portugal para a semana, no dia 4 de junho, para a segunda monitorização pós-programa no âmbito das visitas semestrais que vão continuar até o país reembolsar a maioria dos empréstimos, confirmou esta quarta-feira fonte oficial do Ministério das Finanças.

Os técnicos do Banco Central Europeu, do Fundo Monetário Internacional e da Comissão Europeia chegam a Lisboa na próxima quinta-feira, mas a mesma fonte não avançou à Lusa quanto tempo estarão em Portugal.

O regresso da troika a Portugal tinha sido noticiado hoje pelo "Observador".

Estas visitas dos técnicos internacionais fazem parte dos procedimentos impostos no âmbito do resgate a que Portugal foi submetido em 2011.

Este ano, o Estado pagou à troika, até abril, cerca de 535 milhões de euros, só em juros, pelo empréstimo. Foram mais 31,9% face aos primeiros quatro meses de 2014, segundo a Direção-Geral do Orçamento.