A Grécia e os seus credores interromperam as negociações sobre a avaliação do terceiro resgate para participarem na reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional.

“Depois de todas estas discussões, decidiu-se hoje que vamos fazer uma pausa para irmos todos para Washington”

O anúncio foi feito pelo ministro das Finanças grego, Euclides Tsakalotos, de madrugada, depois da última sessão de mais de seis horas de negociação.

Grécia e a Comissão Europeia, Banco Central Europeu, o Mecanismo Europeu de Estabilidade e o FMI concordam que “houve progressos de modo a poder alcançar-se um pacote mutuamente aceitável e poder fechar o acordo”, adiantou ainda.

Na semana passada, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde, disse que Atenas está ainda longe de chegar a um programa coerente.

O primeiro-ministro português e o homólogo grego juntaram-se ontem numa frente comum contra a austeridade que, nas palavras de António Costa não será aplicada numa lógica de confrontação com a União Europeia, mas sim numa perspetiva construtiva.