O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros de Portugal, Rui Machete, renunciou ao cargo de presidente da mesa da assembleia-geral de acionistas da EDP Renováveis, na sequência da sua nomeação para o Governo, anunciou a empresa.

Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a empresa do grupo EDP, liderada por Manso Neto, informou sobre a renúncia de Rui Machete, adiantando que na próxima assembleia-geral de acionistas será proposto para nomeação um novo presidente da mesa.

O histórico social-democrata e antigo vice-primeiro-ministro Rui Machete foi empossado como ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros a 24 de julho, substituindo Paulo Portas, que subiu a vice-primeiro-ministro.

Aos 73 anos, Rui Machete regressa à prática governativa após um interregno de quase 30 anos, citado da Lusa.