Baseado no pressuposto de que a União Europeia não vai conseguir atingir as novas metas de clima e energia para 2030, Portugal prepara-se para apresentar uma proposta inédita e que pode levar o país a tornar-se exportador de energia renovável para a UE, segundo o jornal Público.

Na terça-feira o ministro do Ambiente e Energia, Jorge Moreira da Silva, enviou aos comissários europeus uma carta em que propõe uma meta vinculativa de 25% da capacidade de interligação das redes elétricas entre todos os Estados-membros até 2030.