O consumo de eletricidade voltou a aumentar em janeiro, em relação ao período homólogo de 2013, e Portugal registou o saldo exportador mensal mais elevado de sempre, segundo dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.

Em janeiro, o consumo de energia elétrica registou um crescimento de 2,2%, que se limita a 1,5% com correção dos efeitos de temperatura e número de dias úteis.

A produção a partir de fontes de energia renováveis

permitiu abastecer 78% do consumo nacional: hídricas 43%, eólicas 30%, biomassa 4% e fotovoltaicas 0,4%.

Já as centrais a carvão abasteceram 13% do consumo e as centrais a gás natural 9%.

Em janeiro, o saldo de trocas com o estrangeiro foi exportador e totalizou 773 GWh, o valor mensal mais elevado de sempre e correspondente a 17% do consumo nacional registado no primeiro mês deste ano.

Em 2013, o consumo da eletricidade aumentou 0,2%, após dois anos consecutivos em queda, ainda que tenha apresentado uma variação nula se corrigido dos efeitos da temperatura e do número de dias úteis.