As remessas dos emigrantes caíram 13,5% no primeiro trimestre deste ano, para 680,7 milhões de euros, enquanto as verbas enviadas pelos estrangeiros a trabalhar em Portugal subiram 1,8% para 126 milhões euros.

De acordo com os dados do Boletim Estatístico do Banco de Portugal, as verbas enviadas pelos portugueses a trabalhar no estrangeiro passaram de 787,7 milhões de euros, nos primeiros três meses de 2015, para 680,7 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma queda de 13,5%.

Em sentido contrário, o valor que estrangeiros, a trabalhar em Portugal, enviam para os seus países de origem subiram 1,8%, passando de 123,6 milhões de euros nos primeiros três meses do ano passado para 125,9 milhões no primeiro trimestre deste ano.