A agência de notação financeira Standard and Poor's (S&P) decidiu hoje baixar em um nível a classificação de crédito atribuída à União Europeia, devido às incertezas com que se confronta o bloco depois do 'Brexit'.

“Depois de o eleitorado britânico decidir sair da União Europeia, na sequência do resultado do referendo de 23 de junho, reavaliámos a nossa opinião sobre a coesão europeia, que agora consideramos como um fator neutro, e não positivo, para o ‘rating’”, salientou a S&P num comunicado.

Esta quinta-feira o FMI já tinha avisado que a incerteza criada pelo Brexit, a decisão do Reino Unido de abandonar a União Europeia, constitui o “principal risco” que a economia mundial tem de enfrentar nos próximos tempos. 

Na semana passada, o Reino Unido realizou um referendo sobre a permanência na União Europeia e os eleitores britânicos optaram pela saída do projeto de integração europeu.

Os resultados do referendo levaram à demissão do primeiro-ministro David Cameron e a uma desvalorização da moeda britânica, a libra.