O Governo quer por fim à reforma obrigatória dos funcionários públicos aos 70 anos. Mas são cada vez menos os que se aposentam com a idade máxima. Os dados mais recentes da Caixa Geral de Aposentações são de 2016 e revelam que foram apenas 497 os trabalhadores do Estado que saíram com a idade limite, cerca de 5% de todas as saídas.

O número de pessoas que esgotam a idade limite também tem vindo a cair de ano para ano desde as 952 saídas de 2012, com uma única exceção em 2015.

É a este limite de idade que o Governo quer por fim. António Costa esclarece, no entanto, que a medida nada tem a ver com a idade legal de reforma.

A TVI sabe que a questão vai ser discutida já em setembro com os sindicatos, mas a discussão não será fácil.

Com as novas regras, se o trabalhador pretender poderá continuar a trabalhar depois dos 70 anos, desde que a entidade patronal esteja de acordo.